Hipocrisia babilônica

Eis uma "utilidade" da novela global Babilônia (2015): revelar hipócrisia, desinformacao e alienação evangélica.

1) Como somos HIPÓCRITAS, pois, uma ruma de "crente" (que normalmente assistem todas a novelas), agora estão "revoltados" com uma cujo o título é BABILÔNIA. Como se todas as outras novelas não induzisse aos telespectadores aos mais baixos padrões de moralidade e ideologias anticristãs; Vamos nos revoltar com o mesmo ímpeto contra a fornicação, adultério, fofoca, glutonaria, dissenções, heresias, etc? ("Amém ou não amém, igreja?"). Enquanto muitos estão perdendo o tempo focados numa novela, há uma verdadeira babilônia dominando mentes e corações que acreditam estar indo para mais perto de Deus, porém, estão apenas subindo as escadas da Torre de Babel.

2) Como somos DESINFORMADOS, pois, a NATURA foi demonizada por ser patrocinadora oficial do diabo. Puro sensacionalismo do deputado Marco Feliciano, que está de chamego com a Jequiti. E os patrocinadores do Big Brother: FIAT (Vai ter que doar seu carro para o vizinho descrente), Bombril (Assolam é que vai lucrar), Guaraná Antarctica (Agora só a garapa do Kuat), Unilever (OMO, detergente, absorvente...pena das donas de casa), Itaipava ("cerveja não pastor, a gente não bebe. Mas, agora tem alinha 0% álcool. Vai passar até na Lei Seca"), BR Foods (Sadia, perdigão, Batavo, Elegê. (Êita que agora todo o mundo vai entrar numa dieta), Crefisa ("aí, irmão, vai para o inferno porque pegou empréstimo consignado"), Garnier (As irmãs deixarão de usar só porque a Ivete Sangalo também usa?) e Kopenhagen (Chocolates Brasil Cacau - "Olha a Páscoa chegando!")? E por que não estamos escandalizados com os cantores e grupos gospel com o selo Som Livre? E o comércio evangélico apresentado na Feira Internacional Cristã (FIC), agora controlada pelas organizações GLOBO? E a RECORD, uma emissora Cristã? Onde? Quando?

3) Como somos ALIENADOS, pois, "nossa" bancada evangélica emitiu uma nota de repúdio. "Oh, somos os guardiões dos bons costumes". Que inexpressividade política! Quero representantes para revolucionam nossa nação, não para agradar um gueto; preocupados com o bem estar social de um povo sofrido, não para ficar puxando o saco de currais eleitorais, para garantirem a reeleição e a reprodução do domínio de poder.

"O meu povo foi destruído, porque lhe faltou o conhecimento" (Os 4.6)

Somente não me envergonho de uma coisa, do Evangelho de Cristo, pois é "o poder de Deus para a salvação de todo aquele que crê" (Rm 1.16), de todo aquele que sair da babilônia.

Obs: Sugiro a leitura do Pastor Geremias do Couto: http://geremiasdocouto.blogspot.com.br/2015/03/retrato-em-preto-e-branco-da-babilonia.html#links

Ronaldo Lucena

Comentários

  1. Acredito também que estamos vivendo um momento de crise dos valores cristãos.
    E é importante esse debate pois tem despertado a percepção de muitas pessoas passivas diante da indústria cultural de massa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leina, boa palavra: DEBATE. Isso exige de nós muita reflexão. O que poucos querem fazer face a cultura "fastfood", imediatista e superficial dessa indústria.

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

A "infalibilidade" da ciência moderna.

A Piedade Cristã